terça-feira, 24 de maio de 2016

LEIA SE QUISER, MAS SAIBA QUE NÃO CARECE DE LEVAR A SÉRIO! É, TÃO SOMENTE, O DESABAFO DE UM BRASILEIRO QUE ESTÁ DE SACO CHEIO DE QUASE TUDO!


Me impressiona a dificuldade de algumas pessoas em perceber que o grande golpe na democracia foi dado quando Sarney (numa manobra ilegal do PMDB) assumiu a Presidência do Brasil. Por medo de retrocesso na democracia, esculhambaram a democracia!

Depois, veio Collor, o caçador de marajás! Deu no que deu! Mais uma porrada democrática na democracia!

À frente do impeachment? PSDB e PT! Unidos! Como unidos estavam durante a campanha eleitoral que levou Collor à presidência!

Uma união desunida que vinha desde o final dos anos 70! Que não vingou, segundo palavras de Lula, porque “apesar das muitas afinidades, prevaleceu a divergência. Daquele grupo, uns saíram para criar o PT e outros, anos depois, o PSDB.”. Disse Eduardo Suplicy sobre a razão do afastamento: “Cada um avaliava quem seria o líder maior da organização que se formasse. Tinham dificuldade de aceitar a liderança um do outro, e ficava muito difícil para ambos ficar no mesmo partido”

Entrou, então, Itamar e, com ele, o PSDB, que, com o Plano Real, fez a sua cama e deitou! E permaneceria deitado, em repouso permanente, usufruindo do poder, caso não tivesse permanecido nas divergências com o PT sobre poder!

Então, há treze anos, o projeto de poder do PT não se instalou, seguindo a cartilha clara de toda ‘democratura’, com populismo travestido de benefícios sociais, com alianças espúrias e falsas oposições, enquanto todos se beneficiam do que realmente deveria estar sendo revertido para a população!

Nesses anos pós “abertura”, os três (PMDB, PSDB e PT) se uniram e desuniram conforme seus interesses! Conforme as benesses que conseguiriam!

Dilma? Temer? Aécio? Marina? Não! Não há inocente no poder! Não existe um vilão! Não existe um herói! Não há salvadores da pátria!

Em verdade, não há um sequer preocupado com a Pátria, com a Nação ou com o Estado! Nem um! Nenhum!

Enquanto os incautos se digladiam a trocar amabilidades, os palacianos se divertem a ver “coxinhas” e “petralhas” dividindo o país e se afastando cada vez mais do foco real!

A política partidária, no Brasil, falhou e faliu! Não há um partido sequer onde o compromisso com o poder esteja acima do compromisso com o povo! Não há exceção! As regras do jogo não permitem!

Urgem reformas na legislação eleitoral, nas prerrogativas dos eleitos, e, principalmente na consciência do brasileiro!

Todos eles, golpistas ou golpeados, corruptores ou corrompidos, ladrões ou omissos, estão onde estão através do voto! Se não direto, em consequência do famigerado coeficiente eleitoral, onde, muitas vezes dez vale mais que mil!

Pare de votar nesses elementos!
Pare de defender esse ou aquele governo!
Pare de defender o indefensável!
Entenda: Ninguém é por você!

Um País não é um estádio de futebol!
Não se divida em torcidas!

Quer tomar as ruas?
Faça isso pelo Brasil!
Defenda o Brasil!
Este sim, está abandonado e golpeado!

Nenhum comentário: