quarta-feira, 29 de maio de 2013

UM MACULELÊ PRA ZILDA PAIM!



E um dia no massapê de Sant’Amaro
E um dia no massapê de Sant’Amaro
Uma mulher cheia de garra deu de nascê
Honrou seu povo, fez da sua vida história
E imortalizou nos seus livros o tal do maculelê
E escreve lá que eu leio de cá
O tal do maculelê
E conta essa prosa que eu quero vê
A força do teu sabê!
É tanta história que vem de você
Não é só maculelê
Fala do meu povo que eu quero sabê
Meu povo do massapê
Fala do meu povo que eu quero sabê
Meu povo do massapê

Minha mãe Nossa Senhora
O meu pai é Sant’Amaro
Sabe quem me disse assim?
Foi sinhá Zilda Paim!
Sabe quem me disse assim?
Foi sinhá Zilda Paim!


Nenhum comentário: