sábado, 23 de março de 2013

LING LING

“Me dê 300,
Pr’eu comprar pão de 200
E eles me voltá 500”!

Desde menino
O filho do velho Ernesto
Sempre trabalhou honesto
Já de cedo labutou

Sorriso aberto
Sol a sol na sua luta
Pelas ruas da cidade
Ling Ling é o senhor

“Me dê 300,
Pr’eu comprar pão de 200
E eles me voltá 500”!

E se um safado
A ele grita “olha o cágado”
Perde logo a estribeira
Voa pedra sem pudor

Mas é ordeiro
É pacato, é do bem.
Reconhece todo mundo
“Ói o filho de alguém”...

“Me dê 300,
Pr’eu comprar pão de 200
E eles me voltá 500”!

Em Santo Amaro
Todo mundo lhe conhece
Capina, lava e varre!
Também é bom catador!

E é pra ele
Ícone da minha terra
Que esses versos encerram
Meu carinho e louvor!

“Me dê 300,
Pr’eu comprar pão de 200
E eles me voltá 500”!

Nenhum comentário: