quinta-feira, 9 de agosto de 2012

MAR DO DESEJO


Navego, eu, tranquilo, o mar do desejo,
Guiando-me só pelo gosto do seu beijo!
Ele, estrela vinda do céu da boca tua,
Ilumina mais meu rumo que a plena lua!
Na minha boca cintila, arde, tão quente,
E me orienta a prosseguir! Em frente...

Se, contudo, desnorteia-me e embriaga,
Também me dá o rumo! Não temo vaga!
Que venham ondas! As mande, Tritão!
Em cada novo beijo renovo a sensação
De que nessas águas risco não haverá!
Guio-me teu beijo! Melhor guia, não há!

Nenhum comentário: