quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

NOSSOS MOMENTOS (Arnaldo Black / Carlos Rennó)

Sozinhos e juntos na dor e no prazer
Nas fases difíceis e nas fáceis de viver
Tivemos dia a dia tristezas e alegrias
Belezas, fantasias e tantas outras coisas em comum
Em busca dos sonhos de felicidade a dois
Por vezes estranhas à realidade a dois
Nós temos mais que um dia
Momentos de poesia tão claros e tão raros
Que neles nós vivemos algo incomum

Neles, tudo mais pára
Nada mais se compara
Ao par, ao casal que somos nós dois
Sem par, sem igual
Nossos momentos não têm antes nem depois

Sozinhos e juntos na dor e no prazer
Nas fases difíceis e nas fáceis de viver
Tenhamos outras vezes momentos como esses
Instantes transcendentes
Instantes em que somos como dois em um

Neles, tudo mais pára
Nada mais se compara
Ao par, ao casal que somos nós dois
Sem par, sem igual
Nossos momentos não têm antes nem depois

Nenhum comentário: