terça-feira, 22 de setembro de 2009

DELPHÍS


Se aos olhos se oculta,
Cabe a mim revelar ...
Envolto no seu corpo,
Sou amplo como o mar;
Sou alegre, belo e livre,
Como golfinhos a nadar!

Um comentário:

fabiana disse...

Kinho amei este poema,mais uma vez vc usa os dedos para transmitir e retratar a singularidade do AMOR!

bjs