segunda-feira, 24 de novembro de 2008

SILENTIU NECESSARIU

Um comentário:

espelhoabstrato disse...

Mais difícil que compreender às vezes é quebrar.
Mas a gente bem que tenta fazer os dois, né?

É isso, meu companheiro de aventuras literárias preferido, rs.
Beijoss