segunda-feira, 9 de junho de 2008

PROPOSTA


“É comum a gente sonhar, eu sei
Quando chega o entardecer...”
E foi você mesmo quem me ensinou
Que basta ter um tostão
E comprar uma panela...

Pois muito bem!
Tenho eu, ao menos teoricamente,
Muito mais tempo
Para ganhar outro tostão.

Então não discuta...
Pois contigo também aprendi
A dizer “sei que não vou por aí”,
Que de nada vale o “Ouro de Tolo”
E que “por força desse destino
Um tango argentino me vai
Bem melhor que um blues...”

Deste modo, tornei-me mais resistente,
Persistente, insistente e renitente
Que "a flauta do Seu Lobato”...

Assim, aceita, pois, a oferta
E, caso o meu tostão lhe sirva,
Compra a tua panela
E mete-te dentro dela...

Depois, sem pressa,

“Desenha-me um carneiro”!

Nenhum comentário: