segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

DES(A)TINO

Quem dera fosse possível
Traçar o destino assim,
Como traço versos.
Quem dera fosse possível
Traçar versos assim,
Com os meandros do destino.
Que destino terão meus versos
Com tantos reversos do destino?
Destino-te os meus versos
E os versos vão...
E os versos vãos...
Vão destino do meu versar!

Um comentário:

Anônimo disse...

Desta vida nada se leva...

Só se deixa...
Então, te deixo o meu melhor...
Meu melhor sorriso,
Meu maior abraço,
Minha melhor história,
Minha melhor intenção,
Toda minha compreensão
E do meu amor, a maior porção
Só quero ficar na memória de alguém
como outro alguém que era do bem!