segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

ASAS

Fui desmedido!
Perdoa-me por tal covardia.
Somente um grande covarde
Quereria impor a própria ousadia.
Perdoa, pois, este meu jeito.
Perdoa por não perceber
Que tuas asas ainda não podem voar
Por sobre o abismo do preconceito!
Fui desmedido!

2 comentários:

Alessandra disse...

Preconceito é uma opinião sem reflexão. É uma insanidade, e por ser insana é irresponsável. É uma visão curta e distorcida de uma mente deformada ou mesquinha.
Tão pequeno ser é esse preconceituoso que, na verdade, é um ser infeliz. Certamente o preconceituoso é atormentado por conflitos internos e inseguranças múltiplas. Por não conseguir viver feliz, distorce e não vê a realidade do outro, por isso diz sobre isso o que encontra dentro de si mesmo.... o que transmite é a opinião daquilo que ele, preconceituoso, é, e não a realidade do outro!
ABAIXO O PRECONCEITO.

Anônimo disse...

Dentre todas as que te cabe
No espaço milimétrico separatista...
Entre o amor e o ódio.
Perdão ou ressentimento.
Fio que separa a lucidez da loucura
Só saberá quando deixar
Tua alma florir de uma vez...