sexta-feira, 29 de junho de 2007

RAUL & RITA - COLAGEM


Eu nunca cometo pequenos erros,
Enquanto eu posso causar terremotos...

Minha saúde não é de ferro, não,
Mas meus nervos são de aço,
Pra pedir silêncio eu berro,
Pra fazer barulho, eu mesmo faço...


Você é forte, faz o que deseja e quer,
Mas se assusta com o que eu faço,
Isso eu já posso ver;
E foi com isso, justamente, que eu vi,
Maravilhoso, aprendi
Que eu sou mais forte que você...

Mais um dia a menos,
Menos um sonho a mais;
Tanto faz, como tanto fez,
Deixe que eu viva
Em lúcida embriagues,
Deixe que eu passe por momentos
De prazer;
Mesmo que eu fique
Caçador de aventuras...


É chato chegar a um objetivo
Num instante;
Eu quero viver nessa
Metamorfose ambulante...

Baby, baby, não adianta chamar,
Quando alguém está perdido,
Procurando se encontrar...


Duas horas da manhã
Eu abro minha janela,
Vejo a bruxa cruzando
A grande Lua amarela
E vou dormir quase em paz...

Ai de mim, que sou romântico...

Nenhum comentário: